ISSN on-line: 2358-288X
Reprodução & Climatério Reprodução & Climatério
Reprod Clim 2012;27:109-16 - Vol. 27 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2013.03.004
Artigo de revisão
Doenças sexualmente transmissíveis em mulheres que sofrem crimes sexuais
Sexually transmitted diseases in women who suffer sexual crimes
Jefferson Drezetta,b,, , Márcia de Toledo Blakea,b, Kennya Silva Formiga de Lirab, Renata Martins Pimentelb, Fernando Adamia, Maria Misrelma Moura Bessab, Luiz Carlos de Abreua,c
a Laboratório de Escrita Científica e Delineamento de Estudos da Faculdade de Medicina do ABC, Santo André, SP, Brasil
b Núcleo de Violência Sexual e Aborto Legal do Hospital Pérola Byington, São Paulo, SP, Brasil
c Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP), São Paulo, SP, Brasil
Recebido 09 Março 2013, Aceitaram 23 Março 2013
Resumo

A violência sexual pode se associar com traumas físicos, letalidade, transtornos sexuais, gravidez indesejada, consequências psicológicas e doenças sexualmente transmissíveis (DST). As DST apresentam alta prevalência e incidência em mulheres que sofrem violência sexual. Sua ocorrência depende do tipo e da frequência das exposições sexuais, de lesões genitais concomitantes, idade e suscetibilidade da vítima, condição da membrana himenal, presença de DST inflamatória ou úlcera prévia e do status sorológico ou da carga viral do agressor. Crimes sexuais atingem particularmente mulheres jovens e vulneráveis, com agravos para a saúde reprodutiva que incluem maior risco de infertilidade e de câncer anogenital. Este artigo apresenta revisão narrativa da literatura, com aspectos atuais sobre a incidência e a prevalência dos diferentes agentes etiológicos das DST, suas repercussões para a saúde reprodutiva e medidas de profilaxia medicamentosa após a exposição sexual consumada.

Abstract

Sexual violence can be associated with physical trauma, lethality, sexual disorders, unwanted pregnancy, psychological consequences and sexually transmitted diseases (STD). The STD feature high prevalence and incidence in women who suffer sexual violence. Its occurrence depends on the type and frequency of sexual exposures, injuries concomitant genital, age and the victim's susceptibility, condition of himenal membrane, presence of inflammatory STD or pelvic ulcer, and serological or viral load status of the perpetrator. Sex crimes reach particularly vulnerable young women, with damages for reproductive health including increased risk of infertility and anogenital cancer. This article presents the narrative literature review, with current aspects on the incidence and prevalence of different etiological agents of the STD, repercussions for reproductive health, and measures of drug prophylaxis after sexual exposure is consummated.

Palavras-chave
Violência sexual, Violência contra a mulher, Doenças sexualmente transmissíveis, Infecções por hiv
Keywords
Sexual violence, Violence against women, Sexually transmitted diseases, HIV infection
Reprod Clim 2012;27:109-16 - Vol. 27 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2013.03.004