ISSN on-line: 2358-288X
Reprodução & Climatério Reprodução & Climatério
Reprod Clim 2016;31:76-81 - Vol. 31 Núm.2 DOI: 10.1016/j.recli.2016.04.001
Artigo original
Fatores associados à qualidade de vida em mulheres no climatério
Factors associated with quality of life in climacteric women
Miguel Arcangelo Serpaa, Angélica Alves Limaa,b, Antônio Carlos Pinto Guimarãesc, Maria Ruth Gaede Gonçalves Carrilob, Wendel Coura‐Vitalb, Vanja Maria Velosoa,d,, ,
a Programa de Pós‐Graduação em Ciências Farmacêuticas, Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, Brasil
b Departamento de Análises Clínicas, Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, Brasil
c Departamento de Medicina, Universidade Federal de São João del‐Rei, Divinópolis, MG, Brasil
d Departamento de Farmácia, Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, Brasil
Recebido 08 Março 2016, Aceitaram 03 Abril 2016
Resumo

Este trabalho foi composto por um estudo transversal, feito em Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil, para avaliar os fatores associados à qualidade de vida em mulheres no climatério. Foram usados o questionário de qualidade de vida SF‐36 e uma entrevista sobre dados socioeconômicos, demográficos, uso de medicamentos e hábitos de vida. A média de idade das 113 participantes foi de 53,3 ± 4,4 anos. Dessas, 49,6% conviviam com companheiro e 77,4% eram usuárias exclusivas do Sistema Único de Saúde. Foi observado que a renda de 54% delas era menor ou igual a um salário mínimo e 69% tinham baixa escolaridade. Na avaliação da associação entre as variáveis da entrevista e os oito domínios do questionário SF36, observou‐se diferença significativa na qualidade de vida em relação a: (i) idade no domínio saúde mental; (ii) viver com ou sem companheiro nos domínios estado geral de saúde e limitação por aspecto emocional; (iii) presença de alguma doença crônica nos domínios estado geral de saúde e saúde mental; (iv) uso de medicamento contínuo no domínio saúde mental. Conclui‐se que o aumento da idade, a presença de doenças crônicas e o uso de medicamentos agrava a qualidade de vida dessas mulheres. Entretanto, a convivência com parceiro modifica positivamente alguns domínios associados à qualidade de vida.

Abstract

A cross‐sectional study was conducted in Ouro Preto, Minas Gerais, Brazil to evaluate the factors associated with quality of life in climacteric women. It was used for this evaluation the questionnaire SF‐36 of quality of life and one interview about socioeconomic, demographic, medicines used and living habits. The average age of the 113 participant was 53.3±4.4 years, 49.6% living with a partner and 77.4% using the public health system as the exclusive health insurance. It was observed that the income of 54% of them were less than or equal to the minimum wage and 69% had low education. Assessing the association between the variables of the interview and the eight domains of the SF‐36, there was significant difference in the quality of life in relation to: (i) age, in the mental health domain; (ii) living with or without a partner, related to general health and limitation by emotional aspect; (iii) the presence of any chronic disease correlated to general health and mental health; (iv) continuous‐use medication in the mental health domain. Concluding, the higher the age, in association with chronic diseases and medicines intake, the worse the quality of life of these women. Moreover, living with a partner positively modifies some areas associated with quality of life.

Palavras‐chave
Climatério, Menopausa, Qualidade de vida, Uso de medicamento
Keywords
Climacteric, Menopause, Quality of life, Use of medication
Reprod Clim 2016;31:76-81 - Vol. 31 Núm.2 DOI: 10.1016/j.recli.2016.04.001