ISSN on-line: 2358-288X
Reprodução & Climatério Reprodução & Climatério
Reprod Clim 2013;28:130-4 - Vol. 28 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2013.10.003
Relato de caso
Gestação gemelar com mola hidatiforme completa e feto vivo após ovodoação e fertilização in vitro: relato de caso
Twin pregnancy with a complete hydatiform mole and a live fetus following egg donation and in-vitro fertilization: case report
Sofia Andrade de Oliveiraa,, , Lídia Lima Aragão Sampaioa, Tulia Klevestona, Vamberto Oliveira de Azevedo Maia Filhob
a Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
b Departamento de Ginecologia Endócrina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Recebido 17 Outubro 2013, Aceitaram 30 Outubro 2013
Resumo
Introdução

a gestação gemelar com mola hidatiforme completa e feto vivo é um evento raro e tem, na maior parte dos casos, evolução para aborto ou interrupção médica por causa dos riscos para a mãe e para o feto. Quando associada à reprodução assistida, a decisão de finalização é mais difícil por causa do desejo do casal em manter a gestação.

Método

este artigo apresenta um caso de gestação gemelar dizigótica com mola hidatiforme completa em coexistência com feto diploide e placenta normal em uma paciente de 45 anos após fertilização in vitro por ovodoação.

Resultados

paciente optou por manter a gestação e o parto ocorreu com 29 semanas, sem complicações maternas. Recém-nascido evoluiu com bom desenvolvimento neuropsicomotor, sem sequelas.

Conclusão

este relato de caso ilustra a possibilidade de conduta expectante, porém não podemos ignorar o fato de que existe um alto risco de permanência da doença trofoblástica gestacional. Infelizmente, a raridade do caso torna o manejo clínico ainda controverso.

Abstract
Introduction

twin pregnancy with complete hydatiform mole and live fetus is a rare event with the most cases resulting in abortion or medical interruption due to maternal and fetal risks. When associated with assisted reproduction, the decision of pregnancy interruption is more difficult due to the desire of the couple to maintain the pregnancy.

Method

this study will present a case of twin dizygotic pregnancy with complete hydatiform mole coexisting with fetus diploid and normal placenta in a patient 45 years old, after in-vitro fertilization by egg donation.

Results

patient chose to keep the pregnancy and the delivery occurred at 29 weeks without major maternal complications. Newborn evolved with good psychomotor development without sequelae.

Conclusion

this case report illustrates the possibility of expectant management, but we cannot ignore the fact that there is a high risk of persistent gestational trophoblastic disease. Unfortunately, the rarity of the case makes the clinical management still controversial.

Palavras-chave
Mola hidatiforme, Fertilização in vitro, Doenças em gêmeos, Gestação gemelar
Keywords
Hydatiform mole, Fertilization in vitro, Diseases in twins, Twin pregnancy
Reprod Clim 2013;28:130-4 - Vol. 28 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2013.10.003