ISSN on-line: 2358-288X
Reprodução & Climatério Reprodução & Climatério
Reprod Clim 2016;31:93-104 - Vol. 31 Núm.2 DOI: 10.1016/j.recli.2015.12.005
Artigo de revisão
Importância das comunicações intercelulares para o desenvolvimento de folículos ovarianos
Intercellular communications in ovarian follicles
Laritza Ferreira Lima, Jamily Bezerra Bruno, Andréa Moreira Sampaio da Silva, Ana Beatriz Graça Duarte, José Ricardo de Figueiredo, Ana Paula Ribeiro Rodrigues,
Faculdade de Veterinária, Laboratório de Manipulação de Oócitos e Folículos Ovarianos Pré‐Antrais (Lamofopa), Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil
Recebido 01 Dezembro 2015, Aceitaram 25 Dezembro 2015
Resumo

Durante a foliculogênese em mamíferos, ocorre um longo e complexo processo no qual o oócito adquire a competência necessária para a fecundação. Nesse processo ocorre uma comunicação metabólica bidirecional entre os oócitos e as células somáticas dentro do folículo que garante substratos para o oócito em desenvolvimento. Essa comunicação é mediada pelas junções celulares (junções comunicantes e junções aderentes) presentes nas projeções transzonais. As junções celulares e moléculas de adesão são responsáveis principalmente por promover a adesão entre as células foliculares; mas podem atuar em vias de sinalização celular e na regulação da transcrição gênica nas células somáticas e oócitos. Além disso, as junções comunicantes (junções gap) são canais intermembranares que intermediam a comunicação entre essas células através da passagem de pequenas moléculas. Essas junções comunicantes são compostas por proteínas denominadas conexinas; as conexinas 37 e 43 são as predominantes nos folículos ovarianos. Dessa forma, o conhecimento acerca das junções celulares é de extrema importância para o estudo da foliculogênese. A presente revisão teve como objetivo abordar os principais tipos de junções celulares existentes entre as células foliculares, com destaque para as junções gap e as principais proteínas de membranas (conexinas) presentes nos diferentes estágios do desenvolvimento folicular.

Abstract

During the mammalian folliculogenesis, a long and complex process occurs, which the oocyte acquires the necessary competence for fecundation. In this process there is a metabolic bidirectional communication among the oocyte and somatic cells inside the follicle, which provides substrates for the oocyte developmental competence. This communication is mediated by cellular junctions (occlusions, adherens and gap junctions) localized in the transzonal projections. Cellular junctions and adhesion mollecules are responsable mainly for promoving the adhesion among follicular cells, however they can act in cellular signaling pathways and in regulation of genic transcription in the follicular cells and oocyte. Moreover, the communication junctions (gap junctions) are intermembrane channels that intermediate the communication among these cells through the passage of small molecules. These gap junctions are composed by connexins, of which the connexins 37 and 43 are the most frequently found in the ovarian follicle. Thus, knowledge of these cellular junctions are of great importance for studying the folliculogenesis process. The aim of this review was to report the main types of cellular junctions localized among the follicular cells, especially the gap junctions and the main membrane proteins (connexins) found in different stages of the follicular development.

Palavra‐chave
Junções intercelulares, Junções gap, Folículo, Ovário
Keywords
Intercellular junctions, Gap junction, Follicle, Ovary
Reprod Clim 2016;31:93-104 - Vol. 31 Núm.2 DOI: 10.1016/j.recli.2015.12.005