ISSN on-line: 2358-288X
Reprodução & Climatério Reprodução & Climatério
Reprod Clim 2016;31:128-33 - Vol. 31 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2016.06.004
Original article
Individualization of controlled ovarian stimulation in vitro fertilization using markers of ovarian reserve: a systematic review
Individualização da estimulação ovariana controlada na fertilização in vitro com o uso de marcadores da reserva ovariana: uma revisão sistemática
Andriele dos Reis Silvaa, Gabriela Balduino Guimarãesa,, , Eduardo Camelo de Castrob
a Ambulatório de Infertilidade, Faculdade de Medicina, Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, GO, Brazil
b Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia de Goiás, Goiânia, GO, Brazil
Recebido 01 Junho 2016, Aceitaram 20 Junho 2016
Abstract
Introduction

The main objective of individualization of treatment in IVF is to offer every single woman the best treatment tailored to her own unique characteristics, thus maximizing the chances of pregnancy and eliminating the iatrogenic and avoidable risks resulting from ovarian stimulation. Personalization of treatment in IVF should be based on the prediction of ovarian response.

Objective

To summarize the predictive ability of ovarian reserve markers, and the therapeutic strategies that have been proposed in IVF after this prediction.

Methods

A systematic review of the existing literature was performed by searching Medline, LILACS, SciELO and Pubmed, for publications related to ovarian reserve markers and their incorporation into controlled ovarian stimulation (COS) protocols in IVF.

Results

251 articles were found. Ten articles published between 2010 and 2015 were selected.

Conclusion

Antral follicle count (AFC) and anti-Mullerian hormone (AMH), the most sensitive markers of ovarian reserve, are ideal in planning personalized COS protocols. These markers permit prediction of the ovarian response with reliable accuracy. Following the categorization of expected ovarian response clinicians can adopt tailored therapeutic strategies for each patient.

Resumo
Introdução

O principal objetivo da individualização do tratamento na fertilização in vitro é oferecer a cada mulher o melhor tratamento sob medida para suas próprias características únicas, maximizar, assim, as chances de gravidez e eliminar os riscos de iatrogenia durante a estimulação ovariana. A personalização do tratamento na fertilização in vitro deve basear-se na predição da resposta ovariana.

Objetivo

Avaliar o uso de marcadores da reserva ovariana para individualização da dose inicial do FSH nos ciclos de FIV.

Métodos

Revisão sistemática da literatura feita por meio de pesquisa Medline, Lilacs, SciELO e PubMed, para publicações relacionadas com marcadores reserva ovariana e sua incorporação, estimulação ovariana (COS) e protocolos controlados em fertilização in vitro.

Resultados

Foram achados 251 artigos. Foram selecionados dez artigos publicados entre 2010 e 2015.

Conclusão

Contagem de folículos antrais (AFC) e hormônio anti-Müulleriano (AMH), os marcadores mais sensíveis da reserva ovariana, são ideais no planejamento de protocolos individualizados. Esses marcadores permitem previsão da resposta ovariana com confiança. De acordo com a resposta ovariana esperada, os clínicos podem adotar estratégias terapêuticas sob medida para cada paciente.

Keywords
IVF, Individualization, Ovarian reserve, Antral follicle count, Anti-Mullerian hormone
Palavras-chave
FIV, Individualização, Reserva ovariana, Contagem de folículos antrais, Hormônio anti-Mülleriano
Reprod Clim 2016;31:128-33 - Vol. 31 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2016.06.004