ISSN on-line: 2358-288X
Reprodução & Climatério Reprodução & Climatério
Reprod Clim 2015;30:108-14 - Vol. 30 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2015.11.002
Artigo original
Álcool, drogas e violência: implicações para a saúde de minorias sexuais
Alcohol, drugs and violence: implications for the health of sexual minorities
Jeanderson Soares Parentea, Jameson Moreira Belémb, Francisco Winter dos Santos Figueiredoc,e, Laércio da Silva Paivac,e, Cintia de Lima Garciaa,c, Grayce Alencar Albuquerqueb,c,, , Érika da Silva Macield, Fernando Adamic,e
a Faculdade de Juazeiro do Norte, Juazeiro do Norte, CE, Brasil
b Universidade Regional do Cariri, Crato, CE, Brasil
c Laboratório de Delineamento de Estudos e Escrita Científica, Faculdade de Medicina do ABC, Santo André, SP, Brasil
d Centro Universitário Luterano de Palmas, Palmas, TO, Brasil
e Laboratório de Epidemiologia e Análise de Dados, Faculdade de Medicina do ABC, Santo André, SP, Brasil
Recebido 01 Outubro 2015, Aceitaram 09 Novembro 2015
Resumo
Objetivo

Identificar o perfil de violência e consumo de drogas em minorias sexuais e suas implicações para a saúde.

Método

Estudo transversal e quantitativo com 316 indivíduos lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais durante as Paradas Gays em Juazeiro do Norte e Crato, Ceará, Brasil. Usou como instrumento de coleta de dados formulário estruturado com questões voltadas para violência, consumo de álcool/drogas e implicações para a saúde. Para análise dos dados usou‐se o teste de qui‐quadrado para associação entre variáveis nominais. O valor de significância adotado foi de p≤0,05. O estudo teve aprovação de Comitê de Ética em Pesquisa.

Resultados

A violência psicológica/verbal foi a mais prevalente na amostra (78,8%) e o álcool foi a droga de escolha para consumo (70,9%). O álcool, quando associado à violência, implicou consequências para a saúde e resultou em sofrimento, por meio da manifestação de sintomas de abstinência (p=0,04) e problemas para resistir ao consumo (p=0,01).

Conclusões

Minorias sexuais são vítimas de violência e consomem drogas. O consumo dessas substâncias resultou em agravos a saúde do grupo.

Abstract
Objective

To identify the profile of violence and drug use on sexual minorities and their implications for health.

Method

Cross‐sectional study, quantitative conducted with 316 individuals lesbian, gay, bisexual, and transgender during realization of Gays stops in the cities of Juazeiro and Crato, Ceará, Brazil. Used as form data collection instrument structured with questions related to violence, alcohol/drugs and health implications. For data analysis we used chi‐square test to associations between nominal variables. The significance value was p ≤ 0.05. The study was approved by the Ethics Committee.

Results

The psychological/verbal was the most prevalent in the sample (78.8%) and alcohol was the drug of choice for consumption (70.9%). Alcohol, when associated with violence, implied health consequences, resulting in suffering, through the manifestation of withdrawal symptoms (p = 0.04) and problems to resist consumption (p = 0.01).

Conclusions

Sexual minorities are victims of violence and consume drugs. The use of these substances resulted in injuries to Group Health.

Palavras‐chave
Homossexualidade, Violência, Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Keywords
Homosexuality, Violence, Disorders related to substance use
Reprod Clim 2015;30:108-14 - Vol. 30 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2015.11.002