ISSN on-line: 2358-288X
Reprodução & Climatério Reprodução & Climatério
Reprod Clim 2017;32:104-8 - Vol. 32 Núm.2 DOI: 10.1016/j.recli.2016.07.003
Review article
Outcomes of GnRH agonist triggering in assisted reproductive technology: a systematic review
Resultados da maturação oocitária final com agonistas do GnRH nos ciclos de reprodução assistida: uma revisão sistemática
Luciana Beatriz Mendes Gomesa,, , Mário Henrique Bitar Siqueiraa, Eduardo Camelo de Castrob
a Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, GO, Brazil
b Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Ambulatório de Infertilidade, Goiânia, GO, Brazil
Recebido 31 Maio 2016, Aceitaram 16 Julho 2016
Abstract
Objective

To make a review of studies that assessed the outcomes of GnRH agonist oocyte triggering in comparison with hCG in prevention of ovarian hyperstimulation syndrome and pregnancy rates.

Methods

A systematic review of studies presented in the following database: PUBMED, Lilacs and Scielo submitted from January 2005 to October 2015. The keywords were ovulation induction, ovarian hyperstimulation syndrome and gonadotropin releasing hormone.

Results

One hundred fifty-four articles were found. From these, twelve studies were completely analyzed. Eight fulfilled the inclusion criteria and one was included after the bibliographic review of the previous ones. From these nine submitted articles, two are retrospective and the others are prospective.

Conclusion

The use of GnRH agonist for oocyte triggering was comparable with hCG and showed low frequency of ovarian hyperstimulation syndrome.

Resumo
Objetivo

Fazer uma revisão dos estudos que avaliaram os desfechos do agonista de GnRH no ovócito em comparação com hCG na prevenção da síndrome de hiperestimulação ovariana e nas taxas de gestação.

Métodos

Revisão sistemática de estudos presentes nos seguintes bancos de dados: Pubmed, Lilacs e Scielo, apresentados de janeiro de 2005 até outubro de 2015. As palavras-chave foram indução da ovulação, síndrome de hiperestimulação ovariana e hormônio liberador de gonadotropina.

Resultados

Foram localizados 154 artigos; 12 foram integralmente analisados; oito preenchiam os critérios de inclusão; um foi incluído depois da revisão bibliográfica dos estudos precedentes. Dentre esses nove artigos apresentados, dois são retrospectivos e os demais são prospectivos.

Conclusão

O uso do agonista de GnRH para a indução do ovócito foi comparável ao hCG, demonstrou baixa frequência de síndrome de hiperestimulação ovariana.

Keywords
Gonadotropin-releasing hormone, Ovarian hyperstimulation syndrome, Pregnancy rate
Palavras-chave
Hormônio liberador de gonadotropina, Síndrome de hiperestimulação ovariana, Taxa de gestação
Reprod Clim 2017;32:104-8 - Vol. 32 Núm.2 DOI: 10.1016/j.recli.2016.07.003