ISSN on-line: 2358-288X
Reprodução & Climatério Reprodução & Climatério
Reprod Clim 2014;29:130-5 - Vol. 29 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2015.03.001
Artigo de revisão
Segurança do uso da cabergolina na embriogênese e na gestação
Safety use of cabergoline in embryogenesis and pregnancy
Heloisa Carvalho de Moraisa,, , Aline Pinheiro Custódioa, Eduardo Camelo de Castroa,b, Waldemar Naves do Amaralc, Eliane Souza Cruzb, Sander Antônio Pereira da Silvab
a Ambulatório de Infertilidade, Faculdade de Medicina, Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC‐GO), Goiânia, GO, Brasil
b Vigilância Pós‐Comercialização de Medicamentos, Gerência de Vigilância Sanitária de Produtos (GVSP), Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa), Goiânia, GO, Brasil
c Departamento de Ginecologia e Obstetrícia, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil
Recebido 20 Dezembro 2014, Aceitaram 23 Fevereiro 2015
Resumo

A cabergolina é um agonista dopaminérgico e apresenta efeito de supressão sobre a prolactina. É usada para o tratamento de hiperprolactinemias em pacientes inférteis e na prevenção da síndrome da hiperestimulação ovariana nos ciclos de fertilização in vitro.

Objetivo

Fazer revisão sistemática dos estudos que avaliaram a segurança do uso da cabergolina na embriogênese e na gestação.

Método

Revisão sistemática dos trabalhos publicados nos últimos 23 anos que relacionaram o uso de cabergolina no período gestacional com um possível efeito teratogênico. Esses estudos estavam disponíveis nas bases de dados científicas Medline, Lilacs e Scielo. Os descritores de busca usados foram cabergoline, pregnancy e teratogen.

Resultados

Foram selecionados 12 artigos publicados de 1994 a 2013. Verificou‐se a existência de cerca de 800 casos de gestantes expostas à cabergolina. A maioria dos artigos revisados demonstrou que a cabergolina é uma opção segura para o concepto e para a evolução da gestação. O uso não aumentou o risco de malformação fetal, aborto e parto prematuro.

Conclusão

Os dados referentes ao uso da cabergolina durante a gravidez tornam‐se cada vez mais consistentes e grande parte dos artigos demonstra a confiabilidade e segurança desse medicamento.

Abstract

Cabergoline is a dopaminergic agonist and exhibits a suppression effect on prolactin. It is used to treat hyperprolactinemia in infertile patients and to prevent the ovarian hyperstimulation syndrome in vitro fertilization cycles.

Objetive

A systematic review on the literature looking for studies that evaluate the safety use of Cabergoline in the embryogenesis and in pregnancy.

Method

Systematic review of articles published in last 23 years that try to establish the relationship between the use of Cabergoline in the gestational period with a possible teratogenic effect. The papers were available in the following scientific databases: Medline, Lilacs e Scielo. The key words used were cabergoline, pregnancy and teratogen.

Results

Twelve articles published from 1994 to 2013 were selected. It has been found that 800 pregnant women were exposed to cabergoline. Most of the papers analysed showed that the cabergoline is a safety alternative for theconceptus and for the pregnancy outcome. Its use did not increase the risk of fetal malformation, miscarriage and premature birth.

Conclusion

Data regarding the use of cabergoline during pregnancy have become increasingly consistent, and most articles have demonstrated the reliability and safety of this drug.

Palavras chave
Cabergolina, Gestação, Teratógeno
Keywords
Cabergoline, Pregnancy, Teratogen
Reprod Clim 2014;29:130-5 - Vol. 29 Núm.3 DOI: 10.1016/j.recli.2015.03.001