ISSN on-line: 2358-288X
Reprodução & Climatério Reprodução & Climatério
Reprod Clim 2014;29:44-7 - Vol. 29 Núm.2 DOI: 10.1016/j.recli.2014.08.004
Artigo de revisão
Tratamento com andrógenos como possibilidade de melhoria do prognóstico reprodutivo em mulheres com envelhecimento ovariano
Treatment with androgens as a possibility to improve the reproductive outcome of women with ovarian aging
Ana Karina Bartmanna,b,, , Anderson Sanches de Meloa,c, Victor César de Paula S. Nascimentob, Thalita Souza Bertellib
a Universidade de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto (UNAERP), SP, Brasil
b Clínica Ana Bartmann, Ribeirão Preto, SP, Brasil
c Setor de Reprodução Humana, Departamento de Endocrinologia Ginecológica, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP, Brasil
Recebido 16 Abril 2014, Aceitaram 06 Julho 2014
Resumo
Justificativa

A resposta ao estímulo ovariano é uma peça‐chave na reprodução assistida. Apesar dos recentes avanços das técnicas, pacientes com baixa reserva ovariana apresentam mau prognóstico e representam um desafio na medicina reprodutiva.

Objetivo

Propor estratégia de melhoria do prognóstico reprodutivo em mulheres com idades superiores a 38 anos ou jovens com baixa contagem de folículos antrais, por meio do uso de testosterona previamente ao estímulo ovariano.

Material e métodos

Levantamento de dados da literatura científica na área da medicina reprodutiva.

Resultados e conclusões

O uso de androgênios em fases que antecedem a estimulação ovariana em ciclos de fertilização in vitro parece ser ótima ferramenta de melhoria da resposta à estimulação oocitária controlada em pacientes com mais de 38 anos ou com reserva ovariana diminuída. Melhora tanto a quantidade quanto a qualidade oocitária e aumenta as taxas de gestação e de nascido vivos.

Abstract
Justification

The response to ovarian stimulation is a keyelement in assisted reproduction (AR). Despite recent advances in the techniques, patients with low ovarian reserve have poor prognosis and represent a challenge in reproductive medicine.

Objective

To propose a strategy to improve reproductive prognosis of women older than 38 years or young women with low antral follicle count, through the use of testosterone prior to ovarian stimulus.

Material and methods

Survey data from the scientific literature in the field of reproductive medicine.

Results and conclusions

The use of androgens in stages preceding ovarian stimulation in IVF cycles seems to be great tool for improving oocyte response inoocyte controlled stimulation of patients older than 38 years or with diminished ovarian reserve, improving both quantity and quality of oocytes and increasing rates of pregnancy and live‐born.

Palavras‐chave
Estimulação ovariana, Infertilidade, FIV, Androgênios
Keywords
Ovarian aging, Infertility, IVF, Androgens
Reprod Clim 2014;29:44-7 - Vol. 29 Núm.2 DOI: 10.1016/j.recli.2014.08.004